Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

jornaldodiaadia

jornaldodiaadia

Viagra Feminino,

14334657929990

Foi o testemunho emocional de um grupo de mulheres que sofrem de baixo desejo sexual que fez um comité consultivo da Food and Drug Administration decidir recomendar que seja aprovada, embora com condições, o chamado Viagra Feminino ou flibanserin.

O medicamento, uma pílula rosa, seria diagnosticada a mulheres pré menopausa que sofrem a chamada desordem de desejo sexual hipoativo (frigidez) .

Até agora, a FDA por duas vezes teria rejeitado a aprovação  desta droga, que foi criada originalmente como um antidepressivo, alegando que teria efeitos colaterais mais negativos do que benefícios (náuseas, tonturas ou queda de pressão).

Está previsto que a agência decida no verão a sua comercialização. Normalmente, a FDA põem em prática as recomendações feitas pelo Comité.

Embora a comissão de peritos que aconselha a FDA tenha avaliado os benefícios desta forma de Viagra em "moderado" ou "marginal", decidiu por 18 votos a favor e 6 contra recomendá-lo para comercialização desde que seja vendido com a informação apropriada sobre os seus efeitos e benefícios, assim como se faça, por exemplo, uma campanha educativa.

O painel chegou a esta decisão após ter ouvido várias mulheres que sofrem de transtorno do desejo sexual hipoativo. Algumas delas descreveram o seu caso como um interruptor que desliga e que faz com que não se queira ter mais sexo.

Por seu lado,  a farmacêutica autora da droga, Sprout Pharmaceuticals, apresentou os resultados de uma série de ensaios clínicos, observando que a droga é mais eficaz para

No entanto, os membros da FDA alertaram para os efeitos que a flibanserin pode ter se tomado junto com pílulas anticoncepcionais ou álcool. Alguns membros do comité expressaram preocupação com um estudo que relacionou o uso desta droga e o aumento dos tumores de mama, algo que os representantes da FDA disseram que estudo não teria solidez  suficiente.

Se o FDA aprovar a comercialização do viagra feminino, seria a primeira vez que têm um medicamento para melhorar a função sexual das mulheres, enquanto o Viagra para os homens foi aprovado em 1998.